últimas notícias

Esportes

1 24/09/2021 09:45

Por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, a controladora de voo boliviana Celia Castedo Monastério foi presa pela Polícia Federal na quinta-feira (23). Ela foi responsável pela análise a aprovação do plano de voo da Lamia que tinha estoque restrito de combustível e que resultou na tragédia da Chapecoense.

O avião que transportava a delegação do time catarinense caiu perto do aeroporto José Maria Cordova, nas imediações de Medellin (COL), o que ocasionou a morte de 71 pessoas. A causa da queda foi pane seca, provocada por falta de combustível. Como não operava no Brasil, a Lamia embarcou a delegação da Chapecoense em Santa Cruz de La Sierra (BOL).

Gilmar Mendes destacou na decisão que Celia Monasterio, que teve sua extradição autorizada, é “procurada pela Justiça Boliviana para responder pela suposta prática do crime de atentado contra a segurança do espaço aéreo”.

Segundo a acusação, Celia teria deixado, de forma fraudulenta, de observar procedimentos mínimos para aprovação do plano de voo da aeronave. Após a tragédia, Celia se refugiou no Brasil, passando a viver em Corumbá (MS), onde está detida e aguardará os trâmites legais para que seja entregue às autoridades bolivianas.A defesa da controladora disse que “está tomando ciência sobre o pedido de extradição para saber qual medida tomar para garantir a permanência dela no Brasil”. 

 

Fonte: G1







Av. Rio Branco, nº 741- Centro - Canavieiras/BA. CEP - 45.860-000
Tel.: (73) 3284-3905 (Whatsapp) - A Rádio que você ouve, a rádio que você FAZ!
© 2010 - Rádio Costa Sul FM - Todos os direitos reservados.