Notícias

1 25/01/2021 16:37

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou hoje que a exportação de 5.400 litros de insumos para a vacina CoronaVac está "em vias de envio ao Brasil" e deve chegar nos próximos dias, segundo a Embaixada da China, país de origem da matéria-prima. Por conta da falta do insumo, o Instituto Butantan, em São Paulo, está há mais de uma semana sem produzir novas doses da vacina contra a covid-19.

"Embaixada da China nos informou, pela manhã, que a exportação dos 5.400 litros de insumos para a vacina CoronaVac [foi] aprovada e já está em vias de envio ao Brasil, chegando nos próximos dias", escreveu Bolsonaro em uma rede social, acrescentando que a liberação dos insumos para a vacina AstraZeneca/Oxford também está sendo "acelerada".

O presidente ainda agradeceu ao governo chinês pela "sensibilidade", bem como o "empenho" dos ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), general Eduardo Pazuello (Saúde) e Tereza Cristina (Agricultura) na negociação. 

Após fornecer 6 milhões de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde para dar início à vacinação contra a covid-19, o Instituto Butantan começou na última sexta-feira (22) a distribuição de mais 4,1 milhões de doses que receberam o aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para a aplicação.

Mas o Butantan aguarda há semanas a chegada de mais matéria-prima para produzir, envasar e rotular outras 11 milhões de doses. A produção da CoronaVac na fábrica do Butantan parou no domingo passado (17) e, com isso, há risco de faltarem doses para serem distribuídas pelo PNI (Programa Nacional de Imunizações), o que poderia levar à paralisação da vacinação no país.

 

Fonte: UOL 







Av. Rio Branco, nº 741- Centro - Canavieiras/BA. CEP - 45.860-000
Tel.: (73) 3284-3905 | 9 9900-9930 (Whatsapp) - A Comunicação na Era Digital
© 2010 - Rádio Costa Sul FM - Todos os direitos reservados.