Notícias

1 31/05/2020 02:39

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse em entrevista à CNN que a pandemia do novo coronavírus ameaça a realização de tradicionais festas no estado, como o ano novo e o carnaval do ano que vem.

“Todo evento, não só no Brasil, na Bahia, mas no mundo inteiro, que gere aglomerações, só depois da vacina. Não dá para imaginar um show com 50 mil pessoas, com 20 mil pessoas ou com 5 mil pessoas em qualquer lugar do mundo antes da vacina. O risco de haver uma proliferação é enorme”, disse, acrescentando que as festas juninas já estão canceladas.

A Bahia registra mais de 630 mortes decorrentes da Covid-19 e mais de 16 mil casos confirmados, segundo os dados oficiais do Ministério da Saúde.

De acordo com Rui Costa, atualmente a taxa de ocupação dos leitos de UTI chegam a 80% em Salvador e 60% no restante do estado. Novos respiradores estão previstos para chegar na próxima semana.

"Nada está decidido, mas acho pouco provável não só Carnaval, mas Réveillon ou qualquer outra festa de aglomeração no Brasil e no mundo", afirmou o petista à CNN, sábado (30/5).

Segundo o governador, sem a vacina, haveria um risco "enorme" de proliferação e de um segundo pico da epidemia. O estado cancelou a realização das tradicionais Festas Juninas e antecipou feriados para tentar conter a propagação do vírus.

De acordo com Rui, 60% dos leitos de UTI estão ocupados em todo a Bahia. Na capital, o índice é de 80%. Até ontem, eram 16.917 contaminados e 609 mortos no estado por covid-19.

 

*CNN







Av. Rio Branco, nº 741- Centro - Canavieiras/BA. CEP - 45.860-000
Tel.: (73) 3284-3905 | 9 9900-9930 (Whatsapp) - A Comunicação na Era Digital
© 2010 - Rádio Costa Sul FM - Todos os direitos reservados.